sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Intoxicação aquosa, água em excesso Mata!

Consumida em excesso, até água pode matar:


Água... essencial para a sobrevivência ela pode matar se ingerida em excesso.


Já que eu digo abertamente que vivo de Luz (veja nesse link sobre o assunto: http://seteantigoshepta.blogspot.com/2009/01/viver-de-luz-possvel.html ) em alguns debates as pessoas tem se referido de vez em quando sobre uma tal: “Intoxicação Aguosa” que poderia me vitimar... fui pesquisar e achei bastante informação, como eu juntei uma quantidade razoável de textos sobre o fenômeno achei interessante reuni-los aqui, já que eu escolhi os melhores textos você terá um artigo rico e esclarecedor.


Sobre eu ser vitimado pela “intoxicação aguosa”... pelo jeito eu sou do grupo imune a esse Mal.


Artigos:


Morrer por ingestão excessiva de água, como aconteceu com a californiana Jennifer Strange (que bebeu mais de dois litros do líquido durante um concurso para ganhar o videogame Wii, da Nintendo), não tem nada de sobrenatural. Literalmente qualquer substância, se absorvida em excesso pelo organismo, pode ser fatal.

Como dizia o médico renascentista Paracelso (1493-1541):


“...a diferença entre veneno e remédio é apenas a dose”.


O termo médico usado hoje para designar isso é “dose letal” – normalmente considerada a dose necessária para matar 50% das pessoas submetidas a ela.

A água é um exemplo clássico. Essencial para o funcionamento de todos os organismos vivos e do corpo humano, no qual é a substância mais abundante (cerca de 70% do nosso peso), ela está misturada a uma série de componentes no sangue. Desses, alguns dos mais importantes são os íons (átomos eletricamente carregados) de sódio e potássio.

Presentes numa proporção que é mantida mais ou menos fixa por mecanismos reguladores, os íons ajudam a controlar a entrada e saída de substâncias da célula.

O excesso de água no organismo, se não for eliminado pela urina ou pela transpiração, por exemplo, destrói esse equilíbrio.

Os íons ficam muito mais dissolvidos do que o normal, e isso força as células a absorver mais água do que deveriam. Elas inflam e podem simplesmente estourar, como um balão cheio de líquido.

Nesses casos, a morte normalmente é causada por um equilíbrio desse tipo que afeta o sistema nervoso central, principalmente o cérebro.

Os sintomas iniciais de que um envenenamento por água incluem tontura, vômitos e dor de cabeça. Mais tarde acontecem edemas cerebrais, coma e finalmente a morte.

Qual a dose necessária para causar um problema desses? A chave é o consumo rápido e ininterrupto.

Água, como qualquer outra coisa em excesso MATA!


Dois ou três litros (caso da morte de Jennifer Strange) podem ser suficientes nesse caso, especialmente se a vítima não tiver a chance de urinar e se livrar do excesso de água.

Maratonistas e soldados em marcha forçada são as principais vítimas do fenômeno, e por isso recomenda-se que eles bebam água equilibrada com quantidades adequadas de íons.

A susceptibilidade, porém, como em qualquer outro problema de saúde, varia de pessoa para pessoa.


Complemento do assunto (1):


O problema é que pode ocorrer a perda do gradiente de concentração renal e os rins não conseguirem dar conta de eliminar toda a água.

Óbvio que nas pessoas normais a chance de intoxicação é menor devido ao cérebro detectar a queda da osmolaridade do plasma e automaticamente diminui a produção de hormônio anti-diurético, levando a uma mijação exagerada.

No calor existe muita perda pelo suor.

Complemento do assunto (2):

Mulher morre ao tentar ganhar uma Wii num concurso nos EUA
A norte-americana Jennifer Strange morreu devido à sua participação num concurso de uma rádio, onde ofereciam uma Wii, da Nintendo.

A promoção da rádio KDND, nos EUA, tinha como objetivo premiar o vencedor com a mais recente consola de jogos da Nintendo, que continua difícil de entrar nas lojas norte-americanas.

Wii, da Nintendo


«Hold Your Wee For a Wii» premiava o concorrente que conseguisse beber mais água sem ir à casa-de-banho, bebendo, a cada quinze minutos, garrafas de aproximadamente 225 mililitros.

Após ter participado sem êxito na competição, Jennifer Strange sentiu fortíssimas dores de cabeça e acabou por morrer no seu rancho, no subúrbio de Sacramento.

Exames preliminares apontam para hiper-hidratação, que dificulta o transporte de oxigênio pela corrente sanguínea devido ao excesso de água.

Fonte. Diário Digital


Complemento do assunto (3):


Embora Jennifer Strange já cá não esteja, a verdade é que a sua morte continua a dar que falar na Califórnia. À luz de novas provas, as autoridades locais estão agora a olhar para o "material" com outros olhos, e vão mesmo abrir uma investigação criminal para tentar apurar responsabilidades neste caso do concurso "Agüenta o teu Xixi por uma Wii".

Mais concretamente, o xerife de Sacramento teve acesso a uma gravação efetuada na altura em que o programa estava no ar, e em que os locutores de serviço foram claramente alertados para os perigos da rápida ingestão de água. Curiosamente, na gravação, estes são inclusive ouvidos a falar do caso em que um jovem estudante morreu depois de ter bebido demasiada água.

Jennifer Strange bebeu quase nove litros de água e acabou por falecer. No seguimento deste caso, a própria rádio KDND 107.9 já despediu cerca de 10 trabalhadores, mas suspeita-se que as coisas não fiquem por aqui…


Complemento do assunto (4):

Sede pela Nintendo Wii provoca Morte


Terminou em tragédia um concurso para ganhar uma consola Wii nos Estados Unidos. Aparentemente inofensivas, as regras acabaram por vitimar uma das participantes.

Uma mulher californiana faleceu após participar num concurso cujo prêmio era uma consola Nintendo Wii.

Promovida por uma rádio norte-americana, a KDND, a prova - denominada "Hold your wee for a Wii" - colocou em disputa vários participantes que, imagine-se, teriam de beber o maior número de litros de água sem urinar.

Cada participante teve direito a oito garrafas, de 225 ml cada.

Jennifer Strange, de 28 anos, sucumbiu após beber mais de dois litros, um volume considerado excessivo para tão curto espaço de tempo.


Jennifer Strange, deixou órfãos três filhos


A vítima ter-se-á queixado de fortes dores de cabeça, abandonando a prova mais cedo. Poucas horas depois, foi confirmado o óbito. Uma posterior análise ao corpo permitiu apurar que a causa de morte se deveu, precisamente, à ingestão de líquidos em excesso, o que provocou alterações no organismo.

Segundo o Instituto de Medicina dos Estados Unidos uma mulher deve ingerir, em média, 2,7 litros de água por dia.

Nos homens, o volume recomendado é de 3,7 litros. Para cada caso, há que considerar a temperatura ambiente e o nível de esforço da atividade física.

Sendo o nosso corpo constituído por cerca de 70 por cento de água, os especialistas advertem que, em certas circunstâncias, bebê-la constantemente pode provocar tremores, problemas cardíacos, estado de coma e mesmo a morte por intoxicação, sobretudo no caso de pessoas com pouco peso.

Entretanto, a família da vítima, que deixou órfãos três filhos, anunciou que vai processar judicialmente a estação de rádio.


Fontes:
http://www.iguanambi.com.br/2008/noticias/interna.php?id=21
http://www.biovolts.com/forun/nintendo/mulher-morre-ao-tentar-ganhar-uma-wii-num-concurso-nos-eua/
http://ciberia.aeiou.pt/gen.pl?p=stories&op=view&fokey=id.stories/6176

Nenhum comentário:

GoogleAnalytics

O que Está Acontecendo?

- “Lamento, eu lamento muito... mas a maior revelação que o ‘Salto’ trás não é consolador, mas sim perturbador. O Mundo em que estamos é um campo de concentração para extermino de uma Super Potencia do Universo Local”. [Bruno Guerreiro de Moraes]