sábado, 10 de janeiro de 2009

As Pirâmides de Gizé - [1 de 7] - Mistérios Fantásticos e Ainda Longe de Serem Desvendados

Pirâmides de Gizé
Mistérios Ainda não Desvendados - Parte [1 de 7]

Parte [1] Clique Aqui - Parte [2] Clique Aqui - Parte [3] Clique Aqui - Parte [4] Clique Aqui - Parte [5] Clique Aqui - Parte [6] Clique Aqui - Parte [7] Clique Aqui
 
Veja os Documentários Completo, juntando todos são mais de 4 horas de Duração:
Veja Todas as Partes - Clique nos Números: [01] - [02] - [03] - [04]

Pirâmides de Gizé, muitas perguntas ainda sem resposta...

As Pirâmides de Gizé (fica no Egito e é a principal atração turística do País) são até hoje (escrevo isso no dia 20/01/2008) um mistério sem solução para a *Ciência Materialista/Ateu, dominante nos dias atuais, (*leia-se PseudoCiência), essa ciência corrompida pela ideologia do naturalismo/darwinismo não consegue encaixar as evidências encontradas nessas construções com a sua visão preferida de mundo, que é toda baseada na teoria fracassada de Darwin. Aqueles colossos de pedra erguidos no deserto no norte da África não apenas desafiam o tempo, como também aos homens de “*Inteligência”. (* ou pseudo-inteligencia). São tantos “absurdos” reais e incontestáveis envolvendo esses monumentos que os *Céticos e *Cientistas Materialistas/Ateus preferem simplesmente não tocar no assunto. (*na verdade se tratam de PseudoCéticos e PseudoCientistas, são idólatras do Darwinismo uma nova religião criada a volta de Darwin). Por que?Horas... por que se eles o fizerem vão ficar em sérios apuros! Pois as Pirâmides de Gizé são uma verdadeira IMPOSSIBILIDADE para toda a classe científica materialista/ateu. Duvida? Então acompanhe a nossa exposição:
Mistérios Fantásticos, longe de serem desvendados...
Engenheiro e autor do livro “The Órion Mystery” da editora Heinemann Robert Bauvaldescobriu brilhantemente junto com Adrian Gilbert que as 3 Pirâmides de Gizé foram construídas como uma imagem espelhada do que hoje em dia chamamos de Cinturão de Órion. São aquelas 3 estrelas que estão na mesma direção (vendo do ponto de vista da Terra) da nebulosa de Órion (eu estou também escrevendo um livro, lendo esse livro você vai saber a real importância desse fato, leia mais sobre o assunto na descrição do site, no item: “Quem sou eu?). Os Egípcios apontavam essas 3 estrelas como o lugar de onde veio os “Deuses”, eles ainda acreditavam que os espíritos dos Faraós vinham de lá. Elas [as pirâmides], também seguem um padrão que homenageia as Três Estrelas do Cinturão de Órion que na época dos antigos Egípcios eram chamadas de “Sah” com suas Três Estrelas denominadas como Alnitak (a mais brilhante) Alnilam (a do meio) e Mintaka (a menos brilhante e ligeiramente inclinada com relação ás outras duas), vejamos algumas ilustrações que provará isso:

Vejam isso, as Pirâmides de Gizé é como uma imagem espelhada no solo do deserto das três estrelas do cinturão de Órion
Essa imagem deixa esse fato mais claro

Mais clareza que isso impossível né?



Exatamente na mesma direção de Anitak está a Nebulosa de Órion, assim no platô de Gizé temos uma reprodução da imagem espelhada dessas estrelas na terra, que seguem em tamanho o equivalente ao brilho de cada uma delas, a mais brilhante é reproduzida em pedra como a maior Pirâmide, isto é “Quéops” (tem a ponta semi destruída), depois vem Alnilam reproduzida como a Pirâmide de “Quéfren” no meio (junto a Esfinge) e finalmente temos Mintaka reproduzida em pedra na Pirâmide de “Miquerinos” a menor em tamanho dentre as três. Claro que esses nomes, que deram as Pirâmides baseados em antigos monarcas egípcios, está inteiramente incorretos, seus nomes eram de fato Alnitak, Alnilam e Mintaka respectivamente. As Pirâmides na Terra reproduzem com perfeição o conjunto que as três estrelas formam no céu. O tamanho e posição de cada uma tem relação perfeita com os três astros. Essa correlação foi primeiramente notada modernamente pelo pesquisador, arquiteto e engenheiro Robert Bauval que junto com Adrian Gilbert lançou o livro “The Órion Mystery” da Editora Heinemam, que explica a teoria da Correlação de Órion.

Constelação do Cinturão de Órion, chamada pelos antigos Egípcios de "Sah"

Tem mais, pois além dessas três estrelas mais duas estão reproduzidas no solo do deserto, são as estrelas Rigel e Betelgeuse igualmente brilhantes e pertencentes a constelação de Órion. Mas ainda não acabou! Pois as Pirâmides no solo Egípcio estão de uma maneira tal com relação ao Nilo que corresponde exatamente com o braço da Via Láctea com relação as estrelas de Sah (Órion) no céu. E o solo em que elas estão assentadas? Ele foi nivelado com tal precisão que o erro no nível é de apenas 2 centímetros, e esse solo é de Granito sólido, como foi possível fazer isso há mais de 5 mil anos atrás? Como talharam a pedra bruta com dezenas de quilômetros de extensão? Com quais métodos? Com que aparelhagem? Mistério... E se levar em conta ainda os diversos cálculos de suas proporções, o conjunto de Gizé torna-se ainda mais Sobrenatural.

Pirâmides e sua correlação com Órion

A Esfinge é outra grande testemunha desses prodígios pois ela é comprovadamente mais velha do que achava a "*Arqueologia Ortodoxa".(*leia-se PseudoArqueologia). Pesquisas recentes feitas de 1991 até 1993 por um grande expedição de cientistas comprovaram o que já se suspeitava desde a década de 50, a de que a grande esfinge e os prédios do complexo de Gizé são muito mais velhos do que diz os Egiptólogos materialistas/ateus. Esse monumento chamado modernamente de Esfinge era conhecida antigamente pelos Árabes como: “Abu al-hol” que quer dizer - “O Pai do Terror” - 

Esfinge antigamente conhecida pelos Árabes como “Abu al-hol” (O Pai do Terror)

Em 1991 até 1993 foi feita uma minuciosa pesquisa de geologia para comprovar o que um egiptólogo chamado Schwaller de Lubicz e sua filha Lucy de Lubicz já tinham suspeitado em 1950 sobre as marcas de desgastes que existem na Esfinge, essas marcas eram comprovadamente feitas por erosão formadas pela água. Mas como? Era impossível ter tais desgastes se realmente essa construção tem apenas 5 mil anos...

Esfínge no inicio do século, ela estava coberta pela areia, segundo estudos recentes esse monumento tem mais de 10 mil anos

Então em 1991 uma expedição formada pelo Egiptólogo John Anthony Wes (foi ele que reacendeu a polêmica) mais o Dr. Robert M. Schoch (professor de Geologia com PhD pela Boston University, nos EUA) e mais equipe fizeram sérios estudos usando a mais sofisticada tecnologia, e comprovaram que aquelas marcas eram de fato feitas por chuvas e que, calculando esse desgaste, confirmaram que a Esfinge tem no mínimo 10 mil anos de idade, outras partes do complexo de Gizé (Templos junto a Esfinge) também tem os mesmos desgastes mas aparentemente as Pirâmides não! Por que? Isso ainda é um mistério... mas tudo indica que elas são bem mais novas que a Esfinge.

Esfinge, é mais antiga do que as Pirâmides de Gizé...

Esfinge e as suas companheiras mais jovens as Pirâmides



Em Serapeum em Saqqara, que fica muito próxima de Mênfís, se encontram 21 enormes Sarcófagos de Granito sólido lapidados na rocha maciça que pesam mais de 100 toneladas cada. A matéria prima foi extraída (acredite se quiser...) há cerca de 800 quilômetros de distancia nas pedreiras de AssuãoO Engenheiro de projetos e Gerente de processos a laser de uma Empresa Aeroespacial norte-Americana da qual atualmente é Gerente Sênior, o Inglês Christopher Dunn em seu livro (“The Giza Power Plant, Clique Aqui para ver uma resenha em português desse livro) fez diversas pesquisas sobre os métodos de perfuração e tratamento de pedras no Egito Antigo. E sem sombra de duvida provou por “A” + “B” que com certeza os antigos Egípcios usavam de maquinaria tipo moderna na construção das Pirâmides, templos e utensílios durante as dinastias mais antigas.
Sarcófagos de Granito puro lapidados na rocha maciça que pesam mais de 100 toneladas em Serapeum em Saqqara (Egito)
Aqui veja o tamanho de um deles perto de uma pessoa, esses Sarcófagos pesam em média 100 toneladas ou mais

O Engenheiro de projetos, o Inglês Christopher Dunn dentro de um dos Sarcófagos de Serapeum em Saqqara

Isso claro se baseando que estes mesmos Egípcios não tinham poderes psíquicos... O mesmo especialista citou os cântaros e estatuetas feitas de Diorita, um mineral de cor escura considerada uma das pedras mais duras do Planeta, o detalhe é que tais cântaros e estatuetas foram esculpidas diretamente na rocha maciça, é com um nível de perfeição espantoso... Como?? A resposta nem ele tem... Isso por que, por mais sofisticada que seja a tecnologia de perfuração e tratamento de pedra atualmente, não é possível fazer tais trabalhos, pois os cântaros (por exemplo) têm aberturas que só cabem um dedo, mas seus interiores é oco!
Aqui as evidências que Dunn encontrou nas Pirâmides de Gizé, vejam que é muito Nítida o uso de Maquinaria tipo moderna na construção de tais obras, isso há mais de 5 mil anos. (no mínimo)

Os Sarcófagos, mesmo os das Pirâmides, são feitos de Granito Sólido e trabalhados de forma tão perfeita que é impossível qualquer uma das maquinas atuais fazer um trabalho igual, pois eles são talhados na rocha pura e não tem emendas. O interessante é que não se pode encontrar em nenhum lugar do Egito qualquer evidencia sobre as ferramentas usadas para cortar e depois talhar as pedras que foram usadas para construir as Pirâmides, Templos, estatuas e utensílios, tais como cântaros e pratos. Segundo o mesmo engenheiro o corte dos blocos das Pirâmides de Gizé é perfeito e não há sinais de terem sido arrastados, contestando assim a nefasta “Arqueologia Materialista/Naturalista/Ortodoxa”.


"E essas afirmações são de um perito em perfuração e construção, acostumado com os vários minérios e emprego de maquinário da mais alta tecnologia disponível no mundo para tratamento de pedras"

Mais sobre as considerações de Christopher Dunn? Clique Aqui



Estátuas feitas de Diorita, um tipo de rocha que tem a dureza quase semelhante ao Diamante! Como os antigos Egípcios das mais antigas dinastias eram capazes de trabalhar esse tipo de Rocha? Christopher Dunn só vê uma resposta plausível, eles possuíam algum tipo de maquinário que era ainda mais avançado que as disponíveis na atualidade. Mais um detalhe... especialistas em construção e Arqueólogos concordam:


- “Os Egípcios das mais antigas dinastias tinham ferramentas e conhecimento superiores e que sumiram sem maiores explicações nas dinastias posteriores...” - 

Tem lógica isso? Não é certo que quanto mais o tempo passa mais sofisticada deve ficar a tecnologia? Por que então essa "sumiu" se a civilização Egípcia prosseguiu ininterrupta desde os tempos antigos? Claro que todas as perguntas ficam esclarecidas quando paramos de seguir o que os Materialistas/Ateus/Reducionistas pregam, e admitimos a existência dos Extraterrestres... Logicamente que nada que vemos em Gizé e cercarias poderia ser feito sem o emprego de métodos e tecnologia muito superior a conhecida na Terra, mesmo no tempo atual...
Gizé, construção só pode ser possível se for admitido o emprego de tecnologia tipo moderna

A partir de V dinastia a qualidade das obras se tornou muito inferior as dinastias anteriores, isso é claro de se ver... E todos concordam. Mas por que? Bem essa resposta a atual ciência ainda não respondeu... Os Egípcios se referem em seus textos constantemente há uma distante “Era Dourada” chamada Zep Tepi que quer dizer: “A primeira vez de Osíris”. Eles sabiam perfeitamente que no passado os “Deuses” habitaram aquelas terras e governaram o mundo “Numa era distanteOs *Arqueólogos ideológicamente motivados pelas ideologias Darwinistas/reducionistas são tão ilógicos, é lamentável que sejam levados a sério. (*Leia-se Pseudoarqueólogos).


Pirâmides de Gizé, mais misteriosas do que se poderia supor

Por Exemplo- Segundo esses “Arqueólogos” os antigos Egípcios só dispunham de cinzéis e serras feitos de cobre primitivo. Como então cortavam pedras maciças com tais ferramentas? O engenheiro Christopher Dunn afirma que tentar cortar e depois talhar rochas do tipo Granito com ferramentas feitas de cobre, e ainda por cima cobre primitivo (mais mole que o cobre normal) é o mesmo que querer cortar um cano de alumínio com manteiga! Não existem registros escritos que expliquem como as Pirâmides de Gizé foram construídas, tudo que dizem a respeito são especulações... inclusive dos “*Arqueólogos”. Estes mesmos “*Arqueólogos” insistem em dizer que as Pirâmides de Gizé são túmulos gigantes, e atribuem cada uma delas a Faraós obscuros, não existe muita informação sobre Quéops, Quéfren e Miquerinos nos textos Egípcios. E as evidencias que levaram esses “Arqueólogos ” a dizer que tais construções tão suntuosas eram deles é simplesmente decepcionantes...

Vejamos - No caso da “Grande Pirâmide” a maior de todas, e que foi construída como representação na terra da estrela Alnitak de Sah (Cinturão de Órion) os "*Arqueólogos" atribuíram a Quéops só por que acharam algumas marcas em alguns blocos de pedra de calcário que tinha símbolos que a identificava como vindo de uma pedreira que estava ativa (acham) na época dele.... São sinais feitos de acre vermelho, e foi entre muitas marcas é que se “Achou”(?) alguma referencia sobre ele mas que até hoje é motivo de controvérsias.


Pirâmides de Gizé, elas riem da cara dos "homens de inteligencia"

No caso da Pirâmide Alnilam aquela do meio que é atribuída a Quéfren os “Arqueólogos” supuseram que pertencesse a Quéfren, só por que encontraram uma estatueta de uns 15 centímetros do faraó feita de Diorita enterrada numa cova num dos corredores de um templo que fica ao lado da Pirâmide... Nem na própria Pirâmide foi!

Pirâmide de Alnilam em destaque, construída por Quéfren? Eu acho que não...

E quanto à Esfínge, que também é atribuída a ele, é um fato comprovado que não há evidencia alguma que tenha sido feita por Quéfren, nem uma evidência esculpida nem pintada ou escrito que identifique a Esfinge a Quéfren ou a qualquer outra pessoa, a construção dela e dos templos a sua proximidade, são um mistério ainda não solucionado. E finalmente os “*Arqueólogos” atribuem a construção da terceira e menor Pirâmide aquela que representa a estrela Mintaka à Miquerinos, só por que encontraram o seu nome escrito com acre vermelho no teto da câmara funerária de uma pirâmide secundaria do conjunto a ele atribuído. Entenderam? Secundaria! É ou não é de ficar estupefato como achismos como esses sejam levados a sério? Como as pessoas podem aceitar essas versões como uma verdade comprovada e definitiva? Deixando claro aqui que em nenhuma das três Pirâmides foi encontrada nenhuma múmia ou maiores evidencias que um dia elas tenham servido de túmulos para qualquer pessoa muito menos para esses três... As evidencias são justamente ao contrario.
Pirâmide Gizé, construtores desconhecidos, donos desconhecidos...

Uma Estela do inventario (Coluna Tumular) tem inscrição que diz ser a Grande Pirâmide (Alnitak) mais antiga que a época de Quéops, e era tida como o Templo de Isís. Quéops então construiu uma Pirâmide para si junto ao monumento e depois outra para sua filha, isso bate pois de fato a Grande Pirâmide é acompanhada por três minúsculas pirâmides em sua base. vide foto:
Pequenas Pirâmides na base das maiores, essas sim seriam os tais “túmulos” faraônicos que os *arqueólogos materialistas ateus tanto falam.

O historiador Árabe Masoudi (que viveu em 900 D.C.) afirma que viu velhos documentos que atestam que a Pirâmide de Alnitak (Quéops) era um monumento cuidadosamente planejado e construído para representar as leis básicas da natureza, e que é um código de Sabedoria dos Antigos. 

Pirâmides de Gizé, Índice do Artigo - Parte [1] Clique Aqui - Parte [2] Clique Aqui - Parte [3] Clique Aqui - Parte [4] Clique Aqui - Parte [5] Clique Aqui - Parte [6] Clique Aqui - Parte [7] Clique Aqui

Bruno Guerreiro de Moraesapenas alguém que faz um esforço extraordinariamente obstinado para pensar com clareza...

3 comentários:

Stephanie Bortolaso disse...

eu amei demais esse artigo, muito obrigada mesmo, me esclareceu grandes duvidas, ao passo que muitas novas surgiram. Mas ao ler tal, me dá vontade de entao ir a procura de tais saberes, de conhecer, explorar...

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Fico feliz que tenha gostado, veja nossos outros artigos, um assunto mais surpreendente que outro.

Ps. Vi seu Twitter e estou te seguindo, bonita você em! (Risos), quantos anos tem?

Abraço.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

George Washington esperou a Lua entrar no signo de Virgem, na noite em que ele estava para colocar o primeiro tijolo da fundação da Casa Branca. Este fato jamais será negado até mesmo pelos mais altos estudiosos do nosso tempo. Toda a estrutura de Washington DC foi energizada com rituais de magia negra para manter seu povo, e talvez o mundo sob controle através de seus monumentos gigantescos. Acredita-se que essas estruturas emitem uma onda de energia ou radiação que mantém a mente da maioria das pessoas sob o controle de sua agenda. Esta foi a mesma razão pela qual as Pirâmides foram construídas, para energizar a mente de seu povo. (...) As estruturas inteiras em Washington DC são baseados em símbolos astrológicos.

A maioria das pessoas no mundo de hoje acha que as pirâmides do Egito foram construídas há 5.000 anos, incluindo a face do Rei Khufu com um corpo de um leão. Esta informação é muito errada e rebaixada pelos intelectos do conselho de PhD, porque a fim de obter a sua licenciatura em arqueologia na história egípcia você tem que seguir as agendas politicamente corretas, caso contrário, pode dizer adeus ao seu diploma. Elas só vão aceitar as coisas que foram ensinadas pelo governo.

As estruturas no Egito não tem 5.000 anos de idade, como sugerido em livros do ensino médio. Elas tem mais de 12-25.000 anos. A razão pela qual elas são tão antigas é porque tudo na cultura egípcia foi baseada astrologicamente. Era conhecido por eles como Astro-teologia. É por isso que, quando você estuda a razão por trás da construção do rosto do Rei Kufu, não vai fazer sentido do por que ele foi colocado em um corpo de um leão? 5.000 anos atrás, nós estávamos na era de Escorpião, e não havia razão para construir a estrutura do Rei estátua de Khufu, com um corpo de um leão na era de Escorpião, isto por que foi construído durante a era de Leão, quando a constelação de Leo estava subindo do horizonte leste da linha de visão de Khufu. A era de Leão estava presente pela última vez neste planeta de 12,000-25,000 AC. Mas também há teorias que circulam de que não é o corpo de um leão, mas um corpo de um cachorro.

Estes são os detalhes e verdade que você não vai aprender a partir de qualquer tipo de escola ou livro de astrologia como na maioria das vezes eles são submetidos a análise e impugnação. A sociedade só quer você siga o que o governo tem estabelecido e que é ele, enquanto o governo detém 80% da verdade sobre o nosso planeta.

Extraído do Livro Astrology at the speed of light, de Kapiel Raaj

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

wibiya widget

Triste Realidade:

- “Lamento, eu lamento muito... mas a maior revelação que o ‘Salto’ trás não é consolador, mas sim perturbador. O Mundo em que estamos é um campo de concentração para extermino de uma super potencia do universo local”. [Bruno G. Moraes]